Homeopatia é uma especialidade médica reconhecida pelo Conselho Regional de Medicina, que tem como base, “os semelhantes curam-se pelos semelhantes”, Lei do semelhante ou Princípio da Similitude - Essa lei foi enunciada por Samuel Christian Frederic Hahnemann em 1796, que foi reconhecido como o pai da Homeopatia.

O tratamento homeopático consiste em fornecer a um paciente sintomático, medicamentos dinamizados ( diluídos e agitados) de compostos que são tidos como causas em pessoas saudáveis dos sintomas que pretende combater. Assim, o paciente é estimulado a reagir contra os sintomas pela própria saúde.

A Homeopatia define saúde como um estado de equilíbrio dinâmico que abrange as realidades físicas e psicomentais dos indivíduos em suas interações com o ambiente natural e social. A doença reflete, mediante os sintomas, o esforço da força vital na tentativa de restabelecer o equilíbrio.

O medicamento homeopático pode ser de origem animal, vegetal ou mineral. É preparado em um processo de dinamização, que consiste em diluição sucessiva da substância e agitação, em uma série de passos. Para obtenção da dinamização, os farmacêuticos utilizam, entre outras, as técnicas chamadas de CH (Centesimal Hahnemanniana) e de FC (Fluxo Contínuo), que são as mais comuns. Cada processo é feito a partir da receita do médico homeopata, a partir do que foi passado para cada paciente. Cada substância é dinamizada de acordo com o que prescreveu o médico. Para que o medicamento homeopático possa ser tomado, ele deve ser veiculado em substâncias inertes para sua absorção, após a obtenção do medicamento dinamizado.

Ao tratar-se de um medicamento homeopático, pode-se dizer que é impossível de se escrever uma bula , por ser cada medicamento especial e individualizado para cada caso, para cada paciente. Dessa forma, uma bula de um determinado medicamento homeopático para um paciente jamais será igual para outro, devido ao fato de cada dose e composição serem diferentes de acordo com cada caso.

- Tome o medicamento na hora e maneira indicada pelo médico;
- Deixe que o medicamento entre em contato com a saliva;
- Se tiver que tomar em jejum, não utilize pasta de dente antes, nem depois;
- Café só pode ser tomado uma hora depois de ingerir o medicamento;
- Deixe para escovar os dentes 30 minutos depois;
- Evite o contato com as mãos – use as tampinhas dos francos para tomar os glóbulos e tabletes;
- Não ingerir bebidas alcoólicas junto com a medicação;
- Não reutilize os frascos dos medicamentos;
- Todo medicamento desse ser mantido fora do alcance de crianças;
- Em caso de ingestão acidental, comunicar imediatamente seu médico ou ir a uma farmácia homeopática.

- O medicamento homeopático deve ser guardado em uma caixa exclusiva, em local fresco e seco. Ele é sensível ao excesso de radiação, cheiro, umidade, luz, calor e cheiros fortes;
- Evite guardá-lo em banheiro pelo cheiro de sabonetes, perfumes e cosméticos;
- Não deve ficar junto de produtos que contenham cânfora ou mentol, nem próximos ao cheiro de cigarro;
- No carro, ele deve ser protegido do calor e da luz direta do sol;
- Como ele é sensível ao Raio-X e outras radiações, deve ficar longe de tela de TV ou de alto-falante sob pena de ser inativado.

IMPORTANTE !!!

- Não se automedique;
- Não repita receitas por conta própria;
- Não aceite alteração de medicamento feita em balcão de farmácia;
- Não recomende a amigos e parentes o seu medicamento;
- Não utilize por conta própria medicamentos de amigos e parentes;
- Não se esqueça: um medicamento homeopático pode ter tantos ou mais efeitos colaterais que o alopático.

LEMBRE-SE !!!

O tratamento com homeopatia depende de uma análise profunda dos sintomas do paciente. Dessa maneira, somente um médico homeopata pode fazer esse tipo de análise e as consultas devem ser frequentes, para reavaliação dos sintomas e do próprio paciente. Vale ressaltar que o medicamento homeopático trata o doente e não a doença e, por isso, um medicamento pode ser diferente de pessoa para pessoa, apesar de a doença ser igual. Se quiser ajudar alguém, indique um médico homeopata e não o seu próprio medicamento.

Florais e Fitoterapia (tratamento com ervas) não são tratamentos homeopáticos.

Todos os direitos reservados

Criação de Sites